×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 669
Imprimir esta página

SBOC lança revista científica em parceria com as Sociedades de Cirurgia Oncológica e de Radioterapia

Notícias Terça, 07 Março 2017 14:51
Avalie este item
(0 votos)

A primeira edição da revista científica Brazilian Journal of Oncology (BJO) tem lançamento previsto para o fim de março. A iniciativa é da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) em parceria com as Sociedades Brasileiras de Cirurgia Oncológica e de Radioterapia (SBCO e SBRT). 

O periódico teve origem na antiga Revista Brasileira de Oncologia Clínica da SBOC, que foi reformulada. Agora, o novo título passa a ser editado em conjunto pelas três sociedades. “Fazendo da BJO um veículo de qualidade para divulgação do conhecimento gerado no país, pretendemos contribuir para o desenvolvimento da oncologia brasileira como um todo”, afirma o Dr. Gustavo Fernandes, presidente da SBOC. 

De acordo com a diretora executiva da SBOC e da revista, Dra. Cinthya Sternberg, trata-se de um novo e importante fórum para o intercâmbio de informações entre profissionais envolvidos na pesquisa do câncer e na assistência ao paciente oncológico. Ela ressalta também que o periódico oferece oportunidades para a apresentação de resultados da pesquisa nacional. 

O projeto tem como meta a indexação da BJO a bases de dados internacionais. Por isso, foi mantido o sistema de revisão pelos pares (peer review), um dos mais importantes requisitos exigidos pelas plataformas de referência mundial na divulgação do conhecimento científico. “A publicação em uma revista indexada pode ajudar na construção da carreira acadêmica de nossos pesquisadores e favorece o financiamento para pesquisas”, destaca a diretora. 

Iniciativa multidisciplinar em prol da pesquisa  

A BJO é uma revista de acesso aberto (open acess) com o objetivo de permitir ao público interessado ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir e pesquisar os textos completos dos artigos para fins acadêmicos. “A possibilidade de divulgação eletrônica da pesquisa é inestimável e abre um canal importante para a troca de informações na comunidade médico-cientifica”, diz o Dr. Gustavo Fernandes. 

O presidente da Sociedade Brasileira de Radioterapia, Dr. Eduardo Weltman, concorda: “Quanto maior a quantidade de bons artigos veiculados no periódico, mais massa crítica teremos, o que confere consistência às nossas ações conjuntas em prol do atendimento de qualidade para os pacientes e às reivindicações de melhoria nas políticas de prevenção e tratamento de câncer no Brasil.” 

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica, Dr. Felipe José Fernández Coimbra, a Brazilian Journal of Oncology será um marco na evolução da oncologia no país. “As três entidades líderes no tratamento de câncer no Brasil, sem perder sua individualidade, se unem em benefício da pesquisa e da divulgação do conhecimento científico. Isso é inédito na nossa especialidade”, enfatiza. “O aspecto multidisciplinar é fundamental hoje.” 

Um dos destaques do número de estreia são as diretrizes de manejo de efeitos adversos de imunoterapia. Este artigo integra a política da SBOC de elaborar recomendações baseadas em evidências científicas e adaptadas à realidade brasileira no sentido de oferecer referência de qualidade para a melhor conduta dos oncologistas.

Para submeter artigos à BJO, acesse: http://bjo.journals.com.br