Notícias

Gincana de Oncologia mobiliza 218 residentes no país; conheça os vencedores do último bloco

Notícias Quinta, 09 Novembro 2017 15:03
Avalie este item
(1 Voto)

A premiação por blocos foi um diferencial da segunda edição da Gincana Virtual de Oncologia para residentes. Os 12 casos foram divididos em três blocos, que duravam cerca de dois meses cada um. Ao final de cada etapa, os três primeiros colocados eram premiados e a pontuação zerada para o início da próxima. Além disso, foi mantida a competição geral, na soma de todos os pontos, também com três vencedores. A gincana teve a participação de 218 residentes em 2017, que atuam em 56 instituições diferentes em 15 Estados. O pico de acessos mensais foi de 18 mil.

Clique nos links para conhecer os ganhadores do primeiro bloco, do segundo e do ranking final.

A vencedora do terceiro bloco é a Dra. Renata Colombo Bonadio, de 28 anos, residente do segundo ano do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). Mineira, ela mora em São Paulo há uma década. “Foi muito interessante participar da gincana, pesquisando e procurando aprender mais a cada nova questão”, diz. “A premiação por etapas é um ótimo estímulo”, opina. A médica já aproveitou seu prêmio: pacote completo para o XX Congresso Brasileiro de Oncologia Clínica (inscrição, passagem e hospedagem). O evento ocorreu no Rio de Janeiro, de 25 a 28 de outubro. Renata havia participado neste ano de outra iniciativa da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), o programa “Oncogenética em Foco”.

O segundo colocado da última etapa foi o Dr. André Octavio Nicolau Sanches, de 42 anos. Ele é de Campo Grande (MS), fez medicina na Universidad Católica Nuestra Señora de la Asunción, no Paraguai, residência em Clínica Médica na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e está no segundo ano da residência em Oncologia Clínica no Hospital de Câncer de Barretos. “Como o tempo da gincana é extenso durante o ano [abril a setembro], as premiações preliminares a cada bloco tornam a experiência mais instigante”, avalia o médico, que conseguiu responder todos os casos.

O Dr. André não pôde ir ao Congresso, para o qual ganhou a inscrição, mas está feliz com a isenção da anuidade 2018 da SBOC, que faz parte do prêmio também. “A gincana é um instrumento importante de aprendizado e consolidação de conceitos”, ressalta. “Pretendo participar no próximo ano porque é uma ferramenta de atualização e de ajustamento de condutas com experientes e renomados oncologistas em suas respectivas áreas”, completa.

O boliviano naturalizado brasileiro Dr. James Crespo, de 33 anos, foi o terceiro colocado do último bloco. Ele também é residente do Hospital de Câncer de Barretos, mas está no último ano. Graduou-se em medicina na Universidad Mayor de San Simón, em Cochabamba, Bolívia, e fez Clínica Médica no Hospital Federal dos Servidores do Estado, no Rio de Janeiro. “A gincana apresentou casos relevantes na prática diária do oncologista clínico e a discussão das condutas terapêuticas mais atualizadas; também permitiu a aproximação dos residentes em relação à SBOC”, afirma.

Para o Dr. James, a premiação por blocos estimulou a participação dos residentes, pois aumentou a possibilidade de alcançar os primeiros lugares e também o número de prêmios concedidos. O médico ganhou a inscrição para o XX Congresso Brasileiro de Oncologia Clínica. “Fui pela primeira vez ao Congresso da SBOC e pude perceber a grandiosidade do evento, assim como ter contato com ícones da oncologia clínica no Brasil”, conta. Outro ponto destacado por ele é a oportunidade de divulgar, por meio do desempenho na gincana, o trabalho feito na formação de residentes em oncologia clínica nas diferentes instituições.

A comissão científica da Gincana Virtual de Oncologia 2017 foi formada pelos especialistas Clarissa Mathias (BA), João Soares Nunes (PR) e Clarissa Bladotto (RJ).

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar